29.3.17

Resenha | Italiano Espanhol, Vol 1 - Mary Oliveira

Título: Italiano Espanhol, Vol 1
Coleção: Duologia Blame #1 Autor(a): Mary Oliveira
Gênero: Literatura Nacional - Romance Policial, Erótico
Páginas: 489 | Editora: Amazon | Comprar: Amazon
Avaliação:
Sinopse
Guilhermo tem o passado marcado por festas com os amigos e uma enorme coleção de revistas, que não se importavam de mostrar seu roteiro diário e a enorme diversidade de mulheres que ele saía. Um homem muito bonito, charmoso, inteligente e que tem a mulher que quer, quando quer - até que conhece a contraditória e sagaz Evangeline.
Ela é uma Diretora Executiva Americana que viaja à Barcelona, para fechar um esperado contrato com as indústrias D'Angelo. Em sua vida, o que mais importa são as instituições as quais se dedica, a empresa que dirige e sua família. Relacionamentos e se envolver com qualquer pessoa que seja, não está em seus planos. Quando conhece Guilhermo, não se incomoda de falar tudo o que acha de homens como ele e, principalmente, em não ser gentil.
Contudo, a química entre os dois é tangível. E, mesmo que a atração seja avassaladora, Evangeline manterá distância segura dele - seu passado e o futuro de suas empresas lhe impedem de dar uma chance ao espanhol.
Mas Guilhermo será condescendente à ponto de aceitar isso? Manter-se longe da mulher que, em algumas semanas, o deixou louco? Que disse temer a proximidade entre os dois sem um motivo plausível?
Resenha
Evangeline é CEO de uma das maiores empresas de marketing dos Estados Unidos, a Howell’s. Sua próxima meta é conquistar a parceria com o grupo D’Angelo, que está prestes a abrir sua primeira filial em Nova Iorque. Essa parceria seria muito importante para sua empresa, por se tratar de uma multinacional, então, ela não mede esforços.
Os sócios de sua empresa não acham que ela seja capaz de conseguir contrato com uma empresa de tão grande porte – principalmente sendo mulher – , e até tentam desmotivá-la. Ainda assim, ela acredita no que está fazendo e sabe que essa parceria será um passo e tanto para a Howell’s.

Logo, a empresaria consegue uma reunião com o presidente da D’Angelo e segue para Barcelona. Porém, um dia antes da tão aguardada reunião, Evangeline se depara com um espanhol de olhos azuis e pele bronzeada no elevador do prédio em que está. Ela sente-se bastante atraída por ele. Com motivos!!! Contudo, apenas fisicamente, pois com o papo que eles têm ali, ela já o considera o tipo de cara que fica melhor à certa distancia. Um mulherengo, daqueles que acreditam que nenhuma mulher consegue resistir aos seus charmes. Entretanto, seu julgamento é justificado por seu passado. Após o ocorrido há 7 anos, ela nunca mais foi a mesma, principalmente com relação aos homens.
“— Foi um prazer, Americana intrépida. — sussurrou com um sorriso complacente.
— Igualmente, Espanhol arrogante — retribuí com um sorriso sarcástico, sustentando seu olhar até que as portas finalmente se fechassem.”
No dia seguinte, o ponto de vista é passado para Guilhermo, o espanhol, sem importância até este momento.

Ele segue para a reunião com o tal empresário americano que veio tratar sobre a parceria com a D’Angelo. Tudo estava pronto, os documentos já haviam sido revisados, exceto os do americano, pois não dera tempo. Pouco antes da reunião, ele descobre que, na verdade, era “a” CEO, e não “o”, como ele imaginava.

Simmmm! Os destinos se cruzam novamente... E, graças aos negócios, vão continuar se cruzando. Com a convivência profissional, os dois vão se conhecendo melhor, inclusive, Evangeline passa a ver que ela não estava completamente certa sobre ele. Nem ele sobre ela. 
“[...] isso surtira grande efeito em mim. Porque, pela primeira vez em minha vida, eu achara uma mulher a quem admirasse de verdade, apenas pelo que ela era, pela força, confiança e determinação que exalava.”
O primeiro volume de Italiano Espanhol foi um livro que me agradou bastante e até me surpreendeu. Confesso que, após eu ler os primeiros capítulos, comecei a pensar que ele não seria tão bom quanto imaginava. 

Inicialmente, principalmente por conta daquele encontrão no elevador, pensei que o livro seria um clichêzão sem graça. Apesar de amar clichês, parecia que iria ser uma história sem empolgação e apenas “mais um”. Porém, com o decorrer da leitura, a trama começou a criar forma e eu percebi que aquele era apenas o começo.

Um ponto bastante positivo no livro é a parte policial da história. O passado de Evy começa atormentá-la novamente, trazendo junto consigo bastante suspense e mistério para a trama, tornando-a ainda mais envolvente. 
“Eu sei o que aconteceu sete anos atrás.”
Outro ponto que contribuiu para que eu tivesse uma experiência bem positiva com a obra foi a personalidade da protagonista, Evangeline. É bastante raro nos livros o gênero as mulheres serem representadas com personalidade forte, mas não foi essa o caso em Italiano Espanhol. Evangeline, mesmo com alguns problemas do passado voltando à tona, é uma mulher que possui personalidade muito forte. Ela é bastante espirituosa, muito dedicada ao seu trabalho e cheia de atitude.

Guilhermo também não deixa muito a desejar. Apesar de ser mesmo o mulherengo que mostra ser no início, ele é mais que isso. O italiano espanhol também era carinhoso, divertido, educado, gentil e um ótimo chef de cozinha.
“— Quando parou de seguir suas próprias regras, Guilhermo?
Girei a garrafa sobre a mesa enquanto tentava encontrar uma resposta para sua pergunta. O que fiz na verdade foi recordar nossos primeiros encontros.
— Quando ela me chamou de espanhol convencido. — concluí ao lembrar da primeira vez que discutimos.”
Não é um problema para mim, mas como há muitos leitores que consideram isso algo ruim, creio que seja bom ressaltar que a autora quase não usa palavras chulas em sua narrativa, nem mesmo nas cenas mais quentes. Há até certa brincadeira quanto a isso na própria história.

Os últimos capítulos de Italiano Espanhol são emocionantes, e o final está de tira o fôlego do leitor. Impossível não terminar a leitura e querer partir para a sequencia logo em seguida.

Enfim, gostei bastante de Italiano Espanhol. Essa foi minha primeira experiência com a escrita da Mary e achei sua escrita ótima – envolvente e bastante fluída. Esse é um livro repleto de romance, mas com algumas boas doses de mistérios e suspense, que traz personagens marcantes, e que trata sobre a confiança, no outro e em si mesmo.

Indico o livro o principalmente para os fãs de romances e romances policiais. :)
“— Diferentemente deles, você não tem motivos para continuar nessa. — respondi. — Daniel é meu irmão, David é meu melhor amigo, quase irmão... E você... —Interrompi-me.
O que Guilhermo é para mim?
— Eu o quê?
— Você não tem motivos. — Limitei-me apenas a isso.
Segundos se passaram e Guilhermo continuou em silêncio. Com delicadeza e cuidado, ele me trouxe para seu colo e seus braços me envolveram em um abraço. Com os lábios próximos ao meu ouvido, ele concluiu:
— Você não pode afirmar nada por mim.”

32 comentários

  1. Olá, Catrine.
    Sua inspiração toda a respeito do livro me deixou bem empolgada.
    Já havia imaginado que ele seria o dono da empresa que ela iria tentar fechar parceria, bem clichê essa parte.
    Se não fosse uma duologia, eu arriscaria ler o livro, mas ultimamente estou fugindo de livros com continuação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não fossem outras leituras na frente eu já teria partido para o segundo! haha acredito que a leitura seja rápida mesmo sendo 2 volumes. :)

      Excluir
  2. Olá Catrine, tudo bem???
    Nossa jamais imaginei que este livro teria um pouco de suspense... tenho visto muito esta capa... confesso que já pensei em ler e ao mesmo tempo em não ler... mas olha só... ainda não me decidi, mas curti muito enredo que você descreveu em sua resenha... xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inicialmente não parece mesmo, mas algumas coisas vão surgindo e o suspense começa a afetar. <3

      Excluir
  3. Catrine!!! A resenha ficou maravilhosa!!! adorei sua opinião sobre o livro, estou muito feliz por saber que gostou de Guilhermo! Espero que o livro dois também agrade! *----------* <3

    Muito obrigada!

    Beijos *---*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muitooo feliz que tenha gostado, Mary! <3
      O livro é ótimooo, estou ansiosa para conferir a sequencia.

      Excluir
  4. Olá tudo bem?
    Achei bem interessante esse fato de ser uma CEO e não um CEO, acaba mudando um pouco o clichê que engloba esse tema. Gostei também de conhecer um pouco sobre Evangeline, acho que vou dar uma chance a história.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou de conhecer! ❤ Dá uma chance mesmo, vale a pena.

      Excluir
  5. Oi, Catrine!
    É uma sensação maravilhosa quando o livro nos surpreende. A gente começa a ler e pensa que vai ser uma leitura mais ou menos e acaba se surpreendendo bastante, adoro isso.
    Evangeline parece ser uma personagem com muita personalidade que eu iria adorar conhecer.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também mo quando isso acontece. ❤
      A Evangeline é maravilhosa! haha

      Excluir
  6. Olá tudo bem ?
    Nossa fiquei louca para ler este livro depois da sua resenha .

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu gosto de romances que a mulher não é aquela frágil, ingênua, cheia de Mimi. E também não ligo pra clichê desde que a história consiga me prender tô dentro!
    Ficou ótima sua resenha..bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vai gostar de Italiano Espanhol!!! ❤ haha

      Excluir
  8. Oi, Catrine!
    Sabe que a primeira vez que eu soube do livro achei que seria mais um daqueles livros hot sem muita história? Mó preconceito literário, né? Reconheço! Adorei saber que está mais para romance policial, que eu adoro! E tendo uma protagonista forte e cheia de personalidade, fica melhor ainda! Foi pra lista! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes vejo eu com esse pré-conceito também. kkkk
      Que bom que gostou, Nu! A protagonista forte e suspense policias trás um brilho maior para o livro.

      Excluir
  9. Olá, tudo bem?

    Confesso que não sou muito adepta de livros que contam histórias de CEO's, mas, achei legal você destacara questão do linguajar utilizado pela autora, sou uma das pessoas que não curte muito um linguajar que, chamo de apelativo. rs

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OOi!Bem e com você?
      Tem bastante leitor que se incomoda, achei importante destacar. haha

      Excluir
  10. Oi Catrine!
    Conhecia esse livro há um tempo, mas não lembro agora de onde rs
    Gostei de conhecer suas impressões fiquei contente por você ter dito que a personagem feminina é forte, achei isso mega positivo. Outro ponto que agradou também foi que ela é CEO e não uma simples empregada por quem o chefe se apaixona.
    Vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OOi!
      Para mim, esse foi um dos pontos mais positivos, a personagem feminina forte. <3

      Excluir
  11. Olá flor, adorei a resenha, mas mesmo assim, acho que essa obra não faz muito o meu estilo de leitura. Acredito que os fãs do gênero irão curtir muito.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OOi!
      Espero que as próximas dicas sejam mais seu estilo. :)

      Excluir
  12. Eita que resenha legal. Estou com três livros da Mary no meu Kindle e esse é um deles. Estou tentando me organizar para ler os ebooks que possuo, um mais interessante que outro.
    Foi massa conferir suas impressões desse nacional que tem agradado todos que a ele se rendem. Amei a dica e fiquei ainda mais curiosa com a leitura. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! que bom que gostou. <3
      Se organiza ai e arruma um tempinho para ele, vale a pena. haha

      Excluir
  13. Olá!

    Já vi algumas resenhas desse livro e parece aer bem interessante. Ainda não li nada da autora, então vou dar uma pesquisada e quem sabe eu arrisque a leitura...

    ResponderExcluir
  14. Olá
    Amei o fato de que neste livro encontramos um pouco de suspense também. Outra coisa que eu adorei foi o fato de que a protagonista é uma CEo, ou seja, é uma mulher bem sucedida. Autores trazerem mulheres em cargos tão altos é uma raridade né.
    Ótima resenha
    Beijuh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, é raro. E amei ver esses pontos nesse. ❤ Obrigada!

      Excluir
  15. Adoro quando a protagonista é forte e decidida,e sua vida profissional é tão impostante quanto seus relacionamentos. também gosto quando a autora nos dá duas perspectivas da histórias,isso enriquece muito a trama e por esses e todos os outros pontos fortes que você ressaltou esse livro tem tudo para me conquistar.

    Adorei a dica e ela está devidamente anotada.

    bjsss

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia esse livro, e achei a história interessante, adoro romances policiais e foi o que mais me chamou a atenção. Dica anotada. Bjkas

    ResponderExcluir
  17. Eu já conheço o livro,mas não o li ainda. Gosto deste tipo de enredo, ainda mais quando o romance tem​ uma pegada de mistério policial. Outro ponto positivo que gostei foi o fato dela ser uma CEO, e não uma secretária, ou estagiária, ou algo parecido. Ou seja, está pé a pé com o bonitão.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  18. CHEGUEI
    HELLOOOO
    AMOOOO mais que chocolate <3 Agora me diga dona Catrine, vc prefere Guilhermo ou Aaron? HEIN HEIN HEIN! Lembrando que Aaron é meu mozão, mas vc pode gostar dele.
    Que resenha maravilhosa. Os livros da Mary sempre surpreende muito. <#

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita, espero que tenha gostado!
Opiniões, sugestões, críticas... fiquem a vontade.❤❤

Design por: Adorável Design

Adaptação por: Estante Mineira