3/03/2018

Resenha | Depois Daquela Montanha - Charles Martin


Título: Depois Daquela Montanha | Autor(a): Chales Martin
Gênero: Literatura Estrangeira - Romance
Páginas: 304 | Adicione no Skoob
Avaliação:
“Martin é o novo rei dos livros românticos.” – The Huffington Post
“A prosa de Charles Martin é um deleite, mas sua grande força está em construir personagens inesquecíveis.” – Publishers Weekly
Sinopse: O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.
Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida.
Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.
Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado?
À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.
Resenha
Dr. Ben é um cirurgião, e após passa uma semana fora, participando de um importante congresso, onde discutiram procedimentos e as diferentes condutas médicas no tratamento de crianças, ele está ansioso para voltar à sua casa, à sua família e, além disso, ele tem compromissos médicos a cumprir. Porém, uma nevasca acaba mudando completamente seu destino. 

Ashley é colunista em uma revista sobre moda, tendências etc.; ela está retornando de um viagem e precisa pegar logo seu voo, para chegar a tempo no ensaio de cerimônia do seu casamento – após anos sonhando com isso, ela finalmente irá se casar, dentro de 48 horas. Porém, nada será como ela imaginou. 

Ben e Ashley se conhecem ( e logo se entendem bem) no aeroporto, após o cancelamento de vários voos, inclusive os dos dois, devido a uma tempestade que se aproxima. Graças a medicina, Ben aprendeu a ser realista e, entendendo a situação, resolveu tomar suas próprias providências... Decidiu, então, por fretar um avião particular que irá levar os dois para fora da rota da tempestade. Dessa forma, ele conseguirá chegar a tempo de realizar sua próxima cirurgia e Ashley a tempo de se casar. Contudo, repito, nada acontecerá como planejado... 

Tudo ia conforme eles esperaram, até Grover, o piloto, sofrer um ataque cardíaco e vir a falecer, mas não antes de tentar um pouso forçado que acabou salvando as vidas de Ben, Ashley e Tanque, o cão do falecido. Agora, os três estão sob uma montanha, isolados a quando 3.500 metros de altitude, separados da civilização por quilômetros de floresta coberta por neve. 
“— Nem acredito que estou deitava aqui desse jeito, com você me costurando, no meio de só Deus sabe onde, e estamos rindo. Acha que há alguma coisa errada conosco?
— Há uma boa probabilidade.” 
As esperanças de eles serem encontrados são quase insignificantes, senão inexistentes. Então, eles terão que lutar pela própria sobrevivência e para sair dali o mais rápido que conseguirem com Ashley com a perna quebrada. Mas enquanto isso não acontece, Ben e Ashley serão os apoios um do outro, a motivação para outro viver e lutar. E, independente do que aconteça, depois daquela montanha nada será com antes. 


Depois Daquela Montanha é um daqueles livros que, no início da leitura, tentamos imaginar várias possibilidades de desfecho mas, apesar disso, não conseguimos criar algo que se encaixe bem, que faça sentido. Ao menos assim foi comigo. Por conta disso, apesar de haver, sim, clichês, o livro me surpreendeu bastanteeee.
“Em algum ponto dessa conversa, ocorreu-me que Asheley Knox era um dos seres humanos mais fortes que eu já havia conhecido.” 
Enrolei para ler este livro por medo de achar maçante, porém, ele nem chegou perto disso, muito pelo contrário. A leitura me envolveu desde o primeiro capítulo – para mim é essencial um livro conquistar o leitor rápido –, principalmente pelas doses generosa de humor, ironia, e, claro, graças a ansiedade tremenda que o livro me fez sentir, querendo descobrir o que aconteceria e, ao mesmo, tempo com medo de saber. 
“Acho que nunca comentaram a cor do meu xixi. Não sei muito bem como reagir.”
Assim como alguns livros trazem capítulos no passado e outros no presente, por exemplo, Depois Daquela Montanha traz capítulos narrados por Ben sob a montanha, no presente, e alguns são gravações – como está longe da esposa, ele grava tudo que quer dizer a ela, para depois entregá-la; uma ideia que ela mesma criou e tornou-se especial e habitual para eles. São nessas gravações que conhecemos o passado de Ben, seus sentimentos e emoções. Por meio delas também que conhecemos o relacionamento dele e com sua esposa, que ele (perceptivelmente) ama mais intensamente. Tanto que, não somente das gravações, mas a todo momento, ele insere ela nos diálogo com Ashley – algo que ela o ensinou, ou algo que ela disse para ele... É lindo! 

Alias, Ben é incrível! NÃO TEM COMO não se encantar por ele. Ashley também não sai perdendo. Sem detalhes para que vocês possam conhecê-los e se apaixonarem ao ler. 
“Nós... nós dois damos seguir por um caminho ou pelo outro. É isto ou aquilo, não talvez e ‘se’.” 
Não me prolongarei maaais! Hahah Finalizo dizendo que eu amei bastante este livro; sem dúvidas é uma leitura que indico, principalmente aos leitores que gostam de romances com doses de humor, emoção, aventura e luta por sobrevivência. E também aos leitores que gostam de livros com lições e reflexões; uma delas, que achei sensacional, foi a que Ben e Ashley passaram sobre como o senso de humor pode salvar situações e, se não resolver, pode ao menos ajuda. 
“As pessoas fraturadas só precisam juntar de novo seus pedaços.”
Juro que já estou acabando! O final... Eu não acreditei no que lia. Tiver que voltar umas duas páginas e reler para entender, e quando entendi... desabei. Que livroooo! Gostei tanto que estou com medo de conferir a adaptação. Espero que seja digna.


13 comentários

  1. Resenha maravilhosa e de fato me deixou curioso.
    Romance não faz bem meu estilo, porém o autor colocou um detalhe talvez interessante (de acordo com a sinopse e a resenha) que é colocar o ser humano em perigo de vida, pois ai é onde seus comportamentos são mais puros e reais.

    Interessantíssimo.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Não ler sinopse, deixa a gente numa tremanda surpresa, achei a história um pouco clichê devidi o acidente commo piloto, porém é um livro que é válido ler, collcar o ser humano em perigo semore deixa a leitura boa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse, sim, tem o clichê. Mas, mesmo assim, é surpreendente. Além de bastante emocionante. <3

      Excluir
  3. Oi, Catrine!
    Na verdade, eu já tenho esse livro no formato digital e já marcado como "quero ler" no skoob. Eu só não sabia que era ele porque eu tinha assinalado quando ainda estava com a capa antiga. Depois que eu li sua resenha e vi a última foto, percebi que era o mesmo livro... (rsrsrsrs), pense numa criatura voadora (euzinha!).
    Sua resenha está muito bem feita, inclusive as fotos e me deu uma visão geral do que eu vou encontrar quando iniciar essa leitura. Muito obrigada pela dica e lembrança.
    Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode tirá-lo do "quero ler" e colocá-lo no "lendo". ahaha
      Obrigada!

      Excluir
  4. Eu não conhecia esse livro, a história parece muito legal. E essa capa, ele já virou filme? As personagens me lembram atores ou eu tô ficando doida?

    ResponderExcluir
  5. O único ponto q me afasta da obra é o fato deles ficarem perdidos na nevasca e tudo o mais. Detesto histórias com essa pegada. Então não leria nem a pau mesmo. Fico feliz que tenha gostado tanto do livro, o máximo que posso fazer é ver o filme... rs

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Fiquei com vontade de ver o filme antes de ler o livro, daí fui procurá-lo e não o encontrei mais. Tinha certeza que ele estava na minha lista, snif!!! No Youtube só consegui assistir o início.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oie! Eu gostei da forma como apresentou o livro, acho que leria sim, mesmo já tendo visto por cima o filme acho que a adaptação não deve ter sido fiel a ele.
    Devo comprar o livro primeiro e ver certinho pra gostar tanto quanto tu.
    http://www.kammykrysthin.com/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Tenho muita vontade de ler o livro, tanto que ainda nem assisti o filme. Adorei saber que a narrativa é super envolvente e que é ótimo como um todo. Espero não demorar para fazer a leitura, pois a lista está grande rsrs

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  9. HEYYY! Pera, esse livro é um que tinha uma capa super linda e misteriosa? ELE VIROU FILME? Jesus, que mundo eu vivo? KKKK
    AMEI a resenha, já quero ler! Eu acho que lembro desse livro de algum lugar, não tenho certeza kkk

    ResponderExcluir
  10. Eu quero ler o livro, o filme que eu amei! A obra surpreende por ter um carisma próprio, por respeitar o seu tempo peculiar de desenvolvimento da história e por nos fazer torcer por essas personagens (além disso, tem um cachorro que os acompanha e que também captura nossa atenção e torcida). Mérito de Idris Elba e de Kate Winslet, que estão ótimos juntos. Um grande acerto é o grau dos desafios a serem contornados pelos sobreviventes. O senso de realismo evita que a ação descambe para o exagero e traz verossimilhança à história. Equilibrado, Depois daquela montanha dosa bem a trama de sobrevivência e o romance e oferece um agradável entretenimento ao longo de suas quase duas horas de duração.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita, espero que tenha gostado!
Opiniões, sugestões, críticas... fiquem a vontade, mas com respeito.❤❤

Layout por: Adorável Design