29.6.16

RESENHA: ONDE O AMOR SE ESCONDE - VERIDIANA MAENAKA

Infelizmente, memórias não podem ser reescritas, mas o fato de ter uma lembrança boa já ameniza a ruim, equilibra a balança. Isso faz parte da cura.
Título: Onde O Amor se Esconde
Gênero: Literatura Nacional - Romance
Autora: Veridiana Maenaka
Páginas: 350
Editora: Verus
Comprar: Compara preços - Buscapé
Ano de publicação: 2015
ISBN: 978-857-686-451-6
Avaliação: 

Sinopse
Na São Paulo do início do século XX, a jovem Glória sonha com o amor, ao contrário de sua amiga Marisa, cujo desejo é viver tão livremente quanto os homens.
Glória, de família tradicional, se casa com o homem escolhido por seu pai. Rico e ambicioso, porém emocionalmente distante, esse homem vê na esposa apenas uma prova de sua ascensão social. Incapaz de dar um herdeiro ao marido, Glória vive uma rotina de violência crescente, enquanto Marisa se casa com o pretendente que escolheu, um notório libertino.
A infelicidade de Glória a torna suscetível à sedução de outro homem, e eles têm um encontro avassalador, marcado pela descoberta sexual da jovem. Envolvida em uma trama de luxúria, Glória pode conhecer um prazer jamais imaginado, mas será essa a sua chance de viver um grande amor?
Resenha

Um livro nacional, muito bem escrito e também original, apesar do conteúdo ser um tanto pesado.
A história se divide em 3 partes: A Dor, O Prazer e O Amor. A personagem principal do livro é Maria da Glória, filha única de um advogado muito bem sucedido pertencente à elite paulistana. Glória se casa aos 17 anos com um homem muito mais velho que ela, casamento esse arranjado pelo seu pai. O que se passa a partir do casamento é pesado. A história tem muitos episódios de violência física e psicológica. Cenas cruéis e revoltantes.
O tapa me pegou desprevenida e me jogou longe, uma dor aguda e latejante dominando todo o lado direito do meu rosto.
Na sequencia do livro, as cenas de violência se repetem, mas com requintes de crueldade cada vez maiores. Quando chega a segunda parte do livro, ainda há um pouco de violência, porém é mais branda, e o cenário muda para cenas de luxuria e desejo, coisa que até então Maria da Glória desconhecia, tanto por ser recatada quanto por ser criada na doutrina religiosa católica da época.
Ele cai sobre mim, a cabeça em meu púbis, respirando fundo, compassadamente. Meu corpo está trêmulo e latejante, mas relaxado.
Depois que Maria da Glória sofre todos os tipos de violência possíveis e imagináveis, ela encontra o que procurava com anseio.
Apesar do livro ser muito pesado, o final é emocionante! Não digo lindo porque para mim faltou um epílogo, amo livros com epílogos, pois sempre quero saber o que aconteceu depois! Parece que a história terminou sem ter um fim propriamente dito, mas que fica na imaginação do leitor.

Apesar de tudo, gostei do livro, mas não leria de novo. Se recomendo? Só para aqueles que tem o espírito forte e não se abalam com o quão longe pode chegar a imaginação de um autor ou a maldade humana. Mas é um bom livro, com um enredo bem construído e acredito que o conteúdo não seja pura ficção, mas sim um relato dramático de uma situação que poderia ser comum na época.
De algum modo eu começava a sentir algo... E a cada dia o sentimento crescia. Eu não entendia sua distância, sua insistência em tratar-me como amiga.


26 comentários

  1. Oiii Sofia, tudo bem?
    Fiquei completamente chocada e abalada referente a obra, percebi o quanto uma influência pode fazer a diferença na vida de uma pessoa, ainda mais sendo o pai, tomara que ela consiga fugir desse casamento. Ninguém merece mesmo.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Morgana o final é lindo! Valeu muito a pena ler até o final!
      Bj

      Excluir
  2. Oi Sofia.

    Pela sua resenha o livro é bastante forte e não imaginava que era dessa maneira. Pode ter certeza que vou querer ler esta história, pois gosto de livros que abordam temas polêmicos.
    Dica anotada.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kênia!
      O livro, apesar de ter um tema forte, é lindo! Muito bem escrito! Vale muito a pena ler!
      Bj

      Excluir
  3. Olá!
    Lembro de ter visto a divulgação dessa obra no instagram. Como eu sou muito seletivo em relação a leitura, acho que não o leria, gosto de dramas, mas algo mais romantico ou história real.
    Abraços,

    Tony

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é lindo, apesar do tema da violência e tem muito romance, pena que só final!Bj

      Excluir
  4. Gosto de livros com temas pesados, e esse me chamou atenção mesmo não sendo muito adepta a leitura de romances de época, mas com certeza irei dar uma chance a ele, já está na lista.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai adorar Gabriela, pois apesar de ser forte, é lindo!
      Bj

      Excluir
  5. Oi, achei a premissa do livro bem densa e forte e lendo sua resenha pude constatar isso, e não sei se conseguiria ler esse livro, já que é pesado e com certeza me causaria desconforto, por isso, hoje eu não leria, pois não me acho preparada para ler relatos de violencia. Vou deixar para o futuro.
    bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando tiver a oportunidade, leia Thaty! Apesar do tema violência é um lindo livro!
      Bj

      Excluir
  6. Ótima resenha, fiquei bem afim de ler <3

    www.malusilva.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá Sophia, tudo bem?
    Gosto muito de livros com temas fortes, mas confesso que violência doméstica mexe um pouco comigo, me dá muita raiva quando há passividade por parte de quem sofre, e talvez não aguentaria sem xingar a personagem. Claro que sei, que a violência ocorre e muitas mulheres têm medo ou vergonha, só que me faria muito mal.
    Que bom que no final a personagem teve um final bom.
    Vou deixar dica anotada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um ótimo livro, muito bem escrito, vai gostar!
      Bj

      Excluir
  8. Olá Sofia!
    Já tem bastante tempo que li esse livro e nossas impressões foram bem semelhantes. Também achei a leitura desse livro bem pesada por causa da violência, mas gostei do final, mesmo achando que poderia ser mais elaborado. Também não leria de novo, mas é um livro recomendável.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thalita! Senti falta de um epílogo, acho que daria um ótimo fechamento para o livro!
      Bj

      Excluir
  9. Tenho vontade de ler os livros dessa autora só leio elogios, sua resenha foi a primeira a destacar essa parte da violência denunciada pela autora em seus livros. A condição das mulheres no passado eram horríveis, acredito que a Veridiana quis chamar atenção dos leitores que costumam ler romances de época e pensam que tudo eram flores, bailes e casamentos felizes.
    Espero conseguir comprar ainda esse ano os livros da Veridiana Maenaka para formular minha opinião. Foi ótimo conhecer um pouco das suas impressões!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline!
      Ela escreve maravilhosamente bem e durante a leitura dá para perceber que ela fez muita pesquisa para escrever. Admiro isso em um autor, escrever a partir de fatos e não de achismos!
      http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

      Excluir
  10. Nossa, deu uma pena de Maria da Glória só por esses trechos, imagina quando ler o livro inteiro! Parece ser um livro muito bom, forte e interessante, ainda bem que a Literatura Nacional está crescendo e muitos autores ótimos como essa Veridiana Maenaka estão aparecendo.

    ResponderExcluir
  11. Tenho interesse em livros com fundo histórico e até leio estes de conteúdo forte, pois me ensinam de alguma forma, seja por aprender o que não fazer, ou até onde a humanidade pode chegar. Apesar de ter parecido um pouco confuso em certos pontos, o livro me interessou e eu com certeza leria. Achei a capa bem escolhida tb. Dica anotada! Nu.

    ResponderExcluir
  12. Quando li sua resenha fiquei um tanto preocupada de ser um livro sobre síndrome de Estocolmo, então voltei ao início para ler a sinopse e fiquei bem aliviada. Percebi que é um livro que precisa de estômago para ler, mas não minto... Fiquei curiosa. Gosto de ler livros diferentes assim, para tentar compreender como mesmo com cenas tão fortes e até certo ponto repulsivas o autor consegue encantar o leitor e fazer com que ele recomende o livro. Para mim, esses autores são verdadeiros artistas.

    ResponderExcluir
  13. Oi Sophia.
    Acho que romance histórico é um gênero que poderia ter mais entre os autores nacionais. De qualquer forma, acho que eu não sou uma pessoa de muito estômago pra ler uma história tão cheia de violência assim rsrs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Sofia, sua linda, tudo bem?
    Nossa, é muita crueldade!!! O pior é que sempre, mas sempre o homem consegue nos surpreender com atos assim. Esse tipo de casamento arranjado é um absurdo, ainda mais com alguém tao mais velho. Que bom, pelo menos que no final ela ainda conseguirá encontrar um pouco de paz e amor em sua vida. Parece ser um ótimo livro, só acho que não aguentaria por ser um pouco pesado. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá, não conhecia a obra e adorei saber que se trata de um livro nacional. A resenha ficou incrível...o enredo é muito interessante já anotei a dica!

    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Parece o tipo de história que eu gosto. Tem drama, eu gosto haha. Já imagino que é bem triste e que a personagem sofre muito. E essa capa é bem bonita! Dica anotada. Bjos.

    ResponderExcluir
  17. Oi Sofia, eu não conseguiria ler esse livro, por causa da violência sofrida pela mocinha! Eu não suporto violência, eu me apego aos personagens e sofro muito com eles.
    adorei a resenha!
    bjs

    Rascunhos da Lyh

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita, espero que tenha gostado!
Opiniões, sugestões, críticas... fiquem a vontade.❤❤

Design por: Adorável Design

Adaptação por: Estante Mineira