6.4.14

RESENHA: ECOS DA MORTE - KIMBERLY DERTING

Título Original: The Body Finder
Título no Brasil: Ecos da Morte
Coleção: The Body Finder - Livro 1
Autora: Kimberly Derting
Tradução por: Rita Sussekind
Páginas: 268
Editora: Intrínseca
Comprar: Buscapé - Comparação de preços
Ano de publicação: 2010

Sinopse
Violet Ambrose tem dois problemas: o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela está cada vez mais desconfortável com sua estranha habilidade. Violet encontra cadáveres. Desde muito pequena, percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos: apenas os das vítimas de assassinato.
Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas quando um serial killer começa a aterrorizar a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas mortas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo, ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela. 
Resenha

No primeiro livro de The Body  Finder...
Violet poderia ser uma garota comum se não tivesse um "dom" bem diferente, ela era capaz de sentir ecos de pessoas ou animais que foram assassinados. Esses ecos podem vir até Violet como aromas, sons, sensações... e só se acalmam quando são encontrados pela única que consegue os sentir/ouvir.

Em um passeio com Jay, seu "melhor amigo", ela vê um eco no lago de onde eles estavam. 

"Uma luz matizada parecia irradia debaixo d'água, surgindo de um ponto entre o junco e se propagando ao alcançar a superfície. [...]
Aquilo só podia significar uma coisa.
Havia algo morto ali." Pág. 56

E ali Violet encontrou mais um corpo. Ninguém sabia explicar como e quando a garota encontrada no lago havia sido assassinada, só sabiam que havia um serial killer na área que por onde passava deixava uma vítima. 

Como o dom de Violet também funcionava inversamente, o mesmo eco que vinha da vítima vinha também do responsável pela morte. E com esse dom ela poderia ir atrás desse killer e ajudar para que nenhuma outra garota fosse assassinada. Mas ela não deixa ser uma também, portanto também não está livre de ser a próxima vítima .
...
Tenho um certo apego por "Ecos da Morte", pois foi o primeiro livro que comprei pela internet, lembro como se fosse hoje, fiquei morrendo de medo de não chegar e ter perdido meu dinheiro.
Quando chegou, eu (recém chegada ao mundo da leitura) fiquei toda eufórica, li o livro em pouquíssimo tempo.

O livro é narrado em terceira pessoa, uma das coisas que mais gostei foi o fato de conter alguns capítulos, também narrados em terceira pessoa, mas pelo ponto de vista do assassino. Nesses capítulos mostra o killer escolhendo suas vítimas, as caçando...etc 
"Ele olhou de lado para os carros estacionados ao redor, procurando por alguém que pudesse estar observando sua aproximação.
Não havia ninguém.
Ela a alcançou, sem que ela ainda percebesse, e conduziu o carro silenciosamente ao lado dela." Pág. 151
O ponto clichê do livro é o romance que acaba surgindo entre os "melhores amigos", Jay e Violet. Confesso que achei que Violet se mostrou bem chatinha em relação ao Jay com um ciúme sem sentido, mas despois  que os dois perceberam que se gostavam, tufo melhorou.
"Ele a amava.
Jay Heaton, seu melhor amigo desde a infância, estava apaixonado por ela. Não disse, mas ela sabia que era verdade. "
Estaria sendo hipócrita se dissesse que eu não os  shippei muito haha ❤, mas este romance acaba as vezes tirando um pouco o foco principal do livro que são os assassinatos. (eu acho)

A história é bem interessante, eu pelo menos, nunca li algo parecido, achei muito criativo o dom que a Kimberly deu a Violet.

A leitura é bem "rápida", pois se torna bem empolgante ver a Violet tentando descobrir quem é o grande vilão, quando me dei conta já estava terminado o livro.
Outro ponto positivo é que os ambientes são muito bem detalhados e faz com que o leitor consiga imaginar bem a cena.

Indico o livro para quem gosta de um romance clichê, um suspense mais leve ou esteja afim de provar algo diferente... Ou o conjunto de tudo haha 


Confira também a resenha sequência de Ecos da Morte : Resenha - Desejos dos Mortos

5 comentários:

  1. Olá!!
    Amei a resenha, confesso que a capa não me chamou atenção.
    Mas, a forma como você abordou a história me fez ficar com vontade de ler.
    Continue escrevendo sempre.
    Beijos.

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá flor, não conhecia essa obra e gostei bastante do enredo. Parabéns pela resenha!

    Pela capa eu esperava algo completamente diferente.

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  3. Oi, linda!! Não conhecia esse livro... mas, minha nossa... simplesmente preciso lê-lo!!! O enredo parece muito bem elaborado, daqueles que nos prendem do início ao fim.
    Bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Catrine, lembro que quando esse livro foi lançado eu até tive vontade de tê-lo, mas fui deixando de lado e acabou que me esqueci dele.
    Ele não é meu estilo pela parte do suspense, mas achei o dom da Violet bem interessante e por isso daria uma chance.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  5. Oiiie
    Muito legal sua resenha e me deioxu curiosa apesar de não ser bem o tipo de leitura que eu costumo fazer mas ás vezes é bom dar uma variada né? haha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita, espero que tenha gostado!
Opiniões, sugestões, críticas... fiquem a vontade.❤❤

Estante Mineira Todos os direitos reservados