9.7.18

Resenha | Como se casar com um marquês - Julia Quinn (Agentes da Coroa #2)


Título: Como Se Casar Com Um Marquês (Agentes da Coroa #2)
Autor(a): Julia Quinn | Gênero: Romance de Época
Editora: Arqueiro | Páginas: 320
Avaliação: ★★★★★
Sinopse: Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa.
Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa.
Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.
É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss.
Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.
Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.

RESENHA

E quaaaando Julia Quinn é decepciona???? Exatamente, nunca!

Como se casa com um marquês é o segundo livro da duologia Agentes da Coroa, e conta a história de Elizabeth Hotchkiss e James – ou melhor, o Marquês de Riverdale disfarçado de um pobre administrador.

“Elizabeth sempre o deixava assim, ele percebeu. Se não estava rindo como um bobo, estava furioso. Se não estava furioso, estava dominado pelo desejo. Se não estava dominado pelo desejo...”

Elizabeth era de uma família antiga e respeitada, mas, após a morte de seus pais, tudo desandou. Porém, ela nunca mediu esforços para criar os irmãos e manter a família unida, mesmo que limitados a cultivar nabos – que nem eles gostavam – em uma horta. Por isso, quando ela percebe que está fracassando com seus irmãos, sem dinheiro nem para oferecer a eles uma educação de qualidade, ela decide que precisa se casar, e rápido, com um homem rico. Era sua única opção.


É em uma boa hora, então, que ela encontra, na biblioteca de Lady Dunbury, um livro intitulado Como se casar como uma marquês, que promete ter as respostas que ela precisa para conseguir um bom (rico!!!) marido. O destino parece estar a seu favor (ou não...) quando James, o novo administrador de sua patroa, chega, junto com a oportunidade de testar as dicas contidas no manual. Vai que o livrinho fizesse algum milagre...

“James estava se oferecendo para treiná-la? Para torná-la casável? Ela não sabia por que se sentia surpreendida com isso – afinal, ele nunca dera qualquer indicação... a não ser aquele beijo suave... de que estava interessado nela. Além disso, Elizabeth deixara claro que não se casaria com um administrador sem um tostão.
Então, por que estava tão deprimida como o fato de ele parecer tão ansioso para casá-la com um cavalheiro rico e bem-relacionado? Isso era exatamente o que ela dissera a ele que queria e precisava mais do que tudo.”

Acho maravilhoso como a autora consegue, mesmo com vários clichês, criar histórias emocionantes e muito divertidas. A escrita de Julia Quinn em Como se casar com um marquês segue ótima, muito envolvente, de forma que nos faz querer devorar o livro em apenas um dia. 

Os personagens também me encantaram completamente. O marquês de Riverdale nos foi apresentado no primeiro livro, Como agarrar uma herdeira, em que ele já tinha se mostrado um personagem divertido e sedutor, por isso, já inicie esta leitura gostante dele. Elizabeth também é maravilhosa; forte, espirituosa e dedicada. Lady Dunbury já é nossa velha conhecida, láaa de Os Bridgertons... Quem não adora essa senhorinha de humor ácido?!

“Além do mais, ele não poderia agarrá-la e puxá-la para seus braços quando ela não estivesse
esperando. Por mais tolo que isso pudesse parecer, os beijos dele teriam que permanecer apenas no campo acadêmico. Era a única forma de Elizabeth conseguir sair daquele episódio com a alma intacta.
Quanto ao coração dela... bem, esse provavelmente já era uma causa perdida.”

Eu amooo quando os autores trazem personagens de outras histórias para o livro, por já sermos chegados a eles, já nos sentirmos íntimos por termos acompanhado as histórias deles. Então, é claro, a visita dos protagonistas do livro anterior foi ótima.


Como se casar como uma marquês foi uma leitura deliciosa, me fez rir bastanteee e torcer muito pelo casal protagonista. A cada livro lido da autora, acredito que ela seja a rainha dos romances de época atualmente! 

“Mas no espaço de uma semana a vida dele assumira uma nova direção. Pela primeira vez em mais de um ano ele queria alguma coisa.
Queria alguém.
Queria Elizabeth.
Sentira-se enfeitiçado por ela antes daquela tarde, [...] mas algo muito estranho e mágico acontecera na baia do estábulo quando ele tentara consolá-la.
James se descobrira contando a ela coisas que havia mantido em segredo por anos. E quando todas as palavras já haviam sido derramadas, sentira o vazio que morava em seu peito sendo preenchido. E soube então que não estava enfeitiçado por Elizabeth. Não estava encantado nem obcecado.
Precisava dela.
E sabia que não teria paz até que ela fosse dele, até que conhecesse cada centímetro daquele corpo, cada canto daquela alma. Se aquilo era amor, estava disposto a se entregar de boa vontade.”

Um único ponto negativo que encontrei foi uma fala presente no livro, que envolvia suicídio, e tratou, a meu ver, de forma negativa para o leitor. Algo desnecessário, que eu retiraria, porém, que pode até passar despercebido para alguns leitores.

16 comentários

  1. Olá
    A cada postagem do gêneo penso : Devo iniciar? e se sim por onde?
    Não é meu estilo favorito de leitura pois a fala da época me irrita, mas a minha mãe ama demais e tem todos kkkkk não somente os dela , mas tem umas 3 prateleiras na estante só de romance de época. E quando fui dar essa dica pra ela , veio com o livro na mão e me contando a história , omg.
    Que bom que vc adorou, apesar do ponto negativo.
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem? Não sou de ler históricos e nem romance, mas confesso que algumas vezes fico bastante curiosa.

    Essas capas dos romances históricos são sempre lindas.

    Essa não é a primeira vez que vejo resenha desse livro.
    Vou deixar a dica salva.

    Beijos.


    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Estou com o primeiro livro da duologia aqui em casa, mas ainda não consegui dar uma chance. Confesso que comprei pela capa e pelo fato de não ler romances de época já faz um tempo. <3
    Gostei dessa resenha e fiquei mais empolgada pra iniciar essa leitura

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Eu sou doida para ler algum livro da autora, porém são tantas séries que fico em dúvida de por onde começar, haha. Adorei tua resenha e fiquei louca para ler essa série, parece ser incrível tanto quanto as outras.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  5. Oi, Catrine, tudo bem? Olha, eu não tenho mais o mínimo interesse nesse gênero. Apesar de a autora ser bem queridinha e famosa, acho a literatura dela mais do mesmo, basicamente uma reciclagem dos livros de época que li na adolescência. Eu entendo o contexto, mas não me agrada uma leitura sobre essa necessidade absurda de se casar e, pior: sempre com alguém rico. Sou totalmente outro tipo de mulher, acho que mais consciente das narrativas baseadas em construções sociais (meu TCC me ajudou muito com isso, hehe).
    Enfim, não é uma leitura para mim, mas que bom que você gostou, o importante é a gente ler o que gosta ^^

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Acredita que eu nunca li nada dessa mulher e mesmo assim já amo os livros dela?!!!
    Eu estou louca por mais essa série e sei que vou me encantar com a leitura. Eu amei a tua resenha <3

    ResponderExcluir
  7. Olá, gosto muito de ler resenhas dos livros da Julia Quinn pois sempre fico com vontade de ler os livros haha amei a sua resenha e essa série parece ser ótima, espero começar em breve!
    Adorei a serenha e os pontos que citou sobre o livro me deixaram empolgada pela leitura!

    Beijos,

    ResponderExcluir
  8. Este livro é muito amor! Sem falar que também é muito engraçado. E realmente, Julia Quinn decepcionar??? DifiDif!
    BjsB Rose

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Acho sempre criativo como alguns autores transformam clichês em algo mais original, sempre muito interessante de se acompanhar. Não leio romances de época, mas já ouvi falar muito bem de Julia.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  10. O "Como Agarrar Uma Herdeira" foi o primeiro livro que li da Julia Quinn e eu simplesmente adorei! Quando li o "Como Se Casar Com Um Marquês" me apaixonei ainda mais, a construção da história é magnífica é completamente original, os personagens bem construídos e a história é engraçada e muito gostosa de ser lida. Esse é um dos meus livros favoritos! Estou louco pra ler os demais livros da Rainha dos Romances de Época.
    Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Os livros dessa série estão na minha lista de leitura e quero ainda ler esse ano, aproveitando que é uma duologia. rsrs
    A sua resenha foi ótima, espero conseguir ler o mais breve possível.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  12. Olá, apesar da Julia Quinn ser uma das autoras preferidas da minha mãe eu ainda não li nada dela, mas morro de curiosidade *-* Pelos seus comendatórios esse livro parece estar com um enredo bem bacana e divertido *-* Espero ter a chance de lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem? Ah como amo essa duologia. Para mim é uma das melhores séries da autora, e com certeza ficou marcada. Confesso que prefiro o primeiro que o segundo, mas o mesmo não deixa de ser divertido e que traz um bom par romântico. Adorei a resenha e as fotos <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Adorei conhecer suas impressões e fiquei muito contente por você ter curtido tanto esse livro. Eu fiquei encantada com esse livro e com aquele livreto que a autora inseriu dentro dele. Além disso, eu amei a forma irreverente como os personagens se envolvem.
    Esse livro é o queridinho da autora e adorei ver que o mesmo aconteceu com você.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Amei sua empolgação falando da Julia Quinn! Saber que a autora cria história clichês não me incomoda em nada, amo romances e descobri este ano que sou fã de romance de época e romance histórico. Não conhecia esta duologia e estou inclinada a conhecer a escrita da autora por ela e graças a sua resenha deliciosa de ler.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  16. Oiee tudo bem?
    Também adorei o livro apesar de achar o final arrastado. Quero muito ler o primeiro também, pois ainda não tive a chance de fazer a leitura dele.
    Amei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita, espero que tenha gostado!
Opiniões, sugestões, críticas... fiquem a vontade, mas com respeito.❤❤

Layout por: Adorável Design