13.8.17

Resenha | Italiano Espanho, livro 2 - Mary Oliveira (Duologia Blame #2)

Título: Italiano Espanhol | Autor(a): Mary Oliveira
Coleção: Duologia Blame #2 Gênero: Literatura Nacional - Romance Policial
Páginas: 414| Editora: Amazon | Comprar: Amazon
Avaliação:
Sinopse: Guilhermo nunca imaginou que sua vida, e regras, poderiam mudar tanto. Após abdicar de seu título de playboy espanhol, ele se vê louco pela americana intrépida e única responsável por sua iniciativa de tentar um relacionamento diferente dos quais estava acostumado. E, quando o passado dela decide assombrá-la, ele não mede esforços para proteger a mulher que agora é completamente sua.
A vida de Evangeline não poderia ter dado uma volta maior do que aquela. Ela finalmente realizou o sonho de fechar um contrato com uma empresa multinacional, conheceu um homem bonito e charmoso — com o qual mantém um relacionamento invejável — está mais feliz do que esteve nos últimos sete anos.
Contudo, nem tudo são flores e, com as mudanças, lembranças e um passado não esquecido voltam a perturbá-la. Com a ajuda de seu melhor amigo David, todos os segredos que vêm a atormentando há tanto tempo serão desenterrados. E o pior de tudo, agora sua família também está envolvida.
Um encontro no elevador mudou completamente a vida de Evangeline e a de Guilhermo. Clichê demais até para mim – confesso que esse foi meu primeiro pensamento. Entretanto, eu maaaal sonhava com o que ainda iria vir a acontecer no decorrer desses dois livros. Que os deuses literários me perdoem, eu ainda não tinha experiência com o dom da Mary. 

Felizmente, essa minha opinião, muito antecipada, não durou muito... Pouco depois eu já estava completamente envolvida na história de Evangeline Howells e Guilhermo D’Angelo. 

Quem conferiu a resenha do anterior sabe o quanto gostei do livro, mas gente... Esse volume acabou comigo! Tirou meu fôlego, acelerou meu coração, derramou lágrimas... 

Guilhermo D’Angelo não é mais aquele o badboy mulherengo de antes, e nem sente falta dessa vida. No início foi somente uma enorme atração, sim, mas agora... ele nem mesmo sabe, e nem deseja, rotular o relacionamento que tem com a americana intrépida. Porém, tem certeza de que é algo intenso e extraordinário.

Contudo, ambos irão passar por muita coisa e, para que ninguém destrua o que eles criaram, precisarão de muita força, confiança e união.

Evangeline sabia demais, principalmente por isso – mas não somente por isso! –, há sete anos ela havia saído Nova Orleans para acabar com qualquer chance de alguém usar sua família para contra ela. No entanto, levando em conta a situação em que está agora, não havia sido o suficiente. O passado de Evy voltou a assombrá-la, de forma nada acanhada. Alguém está agindo ousadamente, sem se importar com quem deverá mexer – sequestrar ou matar, se necessário – para atingi-la. Mas dessa vez.... mesmo em meio a sequestros, invasões e perseguições, ela não pode fugir novamente, pois há pessoas demais envolvidas, em perigo, por sua causa: sua família, seus amigos e... Guilhermo.
— E agora eles aparentemente voltaram e pretendem usar minha família contra mim — sussurrei a última parte ao sentir minha garganta se apertar. — Desta vez não tenho para onde correr. — Engoli em seco. — E todos estão em perigo.
Em Italiano Espanhol – II os segredos do passado de Evy serão revelados, mas até que isso aconteça, o leitor irá perder o fôlego em muitos momentos. E, mesmo depois disso, muita coisa irá acontecer. Não espere uma história calma, muuuito pelo contrário. Trata-se de um verdadeiro romance policial, em toda sua essência. Com muita ação, suspense e, não poderia faltar, romance.

Desde o volume anterior, Evy e David – seu melhor amigo e detetive –, deixam misteriosas pontas soltas sobre o que aconteceu no Mardi Gras – uma festa anual típica em Nova Orleans, parecida com o carnaval no Brasil. Sempre citando, mas nunca revelando nada. O que deixa o leitor ainda mais curioso e ansioso para saber o que aconteceu e qual a relação do ocorrido na festa com o que vem acontecendo. A autora deixa a gente se corroendo para saber mais. O que, a meu ver, é ótimo. Haha Tudo isso tornou a leitura ainda mais envolvente.

Mas não é só essa curiosidade que nos envolve. A trama é carregaaada de emoção. Intensamente eletrizante, apaixonante, emocionante e surpreendente. O livro me surpreendeu não só por conta das surpresas que trouxe, com as revelações e reviravoltas constantes, mas também pelo fato da leitura ter sido tão maravilhosa. Mais até do que eu esperava. E eu não esperava pouco.
— Guilhermo, eu só não quero…
— Me envolver? — ele completou, ainda utilizando de uma calma e controle que só serviu para me desarmar ainda mais. — Eu já estou completamente envolvido, Evangeline, pelo simples fato de você estar nisso. Você não vai conseguir me proteger de nada me escondendo tudo.
— Eu só não quero que algo aconteça a você. — expliquei, voltando a encará-lo. — Não vou suportar saber que…
— O pior que poderia me acontecer no momento é te perder. Você só precisa colocar isso na sua cabeça.
Além do enredo com tiroteios, ameaças, sequestros, mortes, tortura – nada horripilante não, acalmem-se! –, o que me agradou fortemente foram os personagens bem criados e desenvolvidos, que evoluíram e estão ainda melhores nesse volume. Os personagens secundários são ótimos, muitos deles também conquistam seu espaço no coração do leitor, mas são os protagonistas que mais brilham, claro. Não foi nenhum pouco a toa que esses dois entraram para a lista dos meus personagens preferidos.

Guilhermo, nosso italiano espanhol, é... tão demais! Ele é todo apaixonante, sedutor, carinhoso e muito mais. É lindo ver como, apesar de todo o perigo que ele corre – incluindo o de morte – nem mesmo pensa em se distancia de Evangeline. Não só para protegê-la, mas porque ali, ao lado dela, é o seu lugar.
— Sou louco pela mulher que você é, sendo forte, frágil, inteligente e independente, sendo linda e desinibida ou até mesmo tímida, sendo teimosa, irônica ou sarcástica ou sendo a minha americana intrépida.
Evy é sensacional e me conquistou desde as primeiras páginas do primeiro livro. Pensem numa mulher que arrasa tanto que se torna uma inspiração! Ela é forte, esperta, corajosa, determinada, dona de si e de um ótimo senso de humor. Toda poderosa!

Chega, Catrine. Todo mundo entendeu que você ama esses dois – e que é louca. 

Aaah, Evangeline e Guilhermo são maravilhosos demais. Apaixonados, unidos, confiantes, doces... E aqui, nessa continuação, veremos o resto das barreiras que ainda restavam sendo derrubaras pela união e pelo amor dos dois. Como não amar?
Pois agora, depois de tudo o que passamos, eu sei que ele realmente não pretende sair de minha vida. Eu tampouco gostaria que ele o fizesse. Ainda temo pela segurança de Guilhermo, mas já o conheço bem o suficiente para saber que nada do que eu disser agora o fará sair de todo esse inferno.
O livro está uma loucura, difícil até eu me controlar para não falar mais do que devia. A história transborda intenso mistério e suspense, o romance está ainda mais arrebatador e quente. Esse emaranhado de segredos, revelações, adrenalina, medo, ação e sensualidade torna Italiano Espanhol uma obra de arte que merece ser lida e apreciada. Apesar de conseguirmos sentir todas as sensações e sentimentos com a escrita da Mary Oliveira, temos tambémd vontade de ver aquilo tudo que lemos em uma tela, adaptado fielmente.

Como se já não tivesse me conquistado completamente, para melhorar ainda mais, o livro traz críticas  – sobre relacionamentos abusivos, doenças psicológicas muito comuns mas que são pouco abordadas, entre outros temas que nem aponto para não soltar spoiler  – e reflexões sobre superação, força, confiança e o amor.

Indico, indico e indico o livro à todos os leitores amantes de romances e romances policiais. Nada me desagradou, tudo foi bem pensado, pesquisado e escrito. Espero que se lerem surtem tanto quanto eu – quando eu descobri o estopim de tudo isso. Aaah, faltei sair gritando.

Amei a Duologia Blame, Italiano Espanhol, e no vou esquecer desses personagens tão cedo. Um dos melhores casaaaais!

Resumindo tudo isso acima: foi emoção demais para meu coração sedentário.
Estava cego por não ver que ali, há tanto tempo, já a queria em minha vida de forma definitiva e não somente em minha cama por uma noite ou duas.

9 comentários

  1. Só amor por essa resenha!!!! Estou emocionada, Catrine!!! Tem um olho nas minhas lágrimas!
    Mil vezes obrigada!! É muito gratificante ver que Guilhermo te encantou tanto <3 Obrigada pelos surtos no whatsapp e por essa resenha linda!! <3

    Beijos *------------*

    ResponderExcluir
  2. Oii Catrine tudo bem?
    Que demais essa sua resenha menina, mas infelizmente a obra não agrada meu gosto, não é um gênero que costumo ler, mas vim aqui para indicar a algumas amigas que morreriam com esse personagem gato ahahahahhaa
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Tenho ouvido falar desse livro e já até está na minha lista. Ainda não tive tempo. Agora com a tua resenha sinto que preciso correr e conhecer esses protagonistas o quanto antes!

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Já quero ler esse livro, depois da foto do modelo ai kkkk E ainda tem mais outros elementos na trama que me chamam sempre a atenção, onde vou anotar essa dica para poder conferir futuramente!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Confesso que pulei algumas partes da sua resenha, pois estou lendo o livro 1 e fiquei com medo de ter spoilers haha. Mas já estou ansiosa para começar esse segundo.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  6. Oi Catrine!
    É tão bom quando um livro, mesmo partindo de uma ideia clichê, nos surpreende de um modo muito positivo, como foi o sue caso com o livro.
    É ótimo que o livro também aborde temas mais críticos, como relacionamento abusivo, por exemplo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Romances clichês estou correndo deles, não tenho conseguido ler romances ultimamente pois acho que todos são iguais. Mas esse parece ser bem interessante.

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. eu não conhecia esta série e fiquei curiosa com o título. Eu amo um bom clichê, eles sempre deixam nosso coração em paz... rs Valeu pela dica, quero muito conhecer a trama toda.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Uauuu, ja quero esse livro depois dessa resenha que me deixou super animada!
    Eu como vc tb achei meio clique o inicio, mas pelo que vc falou o romance eh daqueles que nos deixa sem folegos e super envolvidas, amooo livros que nos surpreendem assim e nos fazer querer mais e mais.
    Amei tudo que falou e vou tentar ler depois.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita, espero que tenha gostado!
Opiniões, sugestões, críticas... fiquem a vontade.❤❤

Design por: Adorável Design

Adaptação por: Estante Mineira